Petrobras versus Exxom, Um carnaval.

     Faz alguns dias (semana passada), estava vendo o jornal da Globo, aquele noturno com a simpática Christiane Pelajo, o Waack e o Sardenberg, e eis a notícia sobre os lucros da Petrobras. Em uma análise rápida olhando um gráfico de linhas e sem observar volume e em um gráfico com preços em dólares, Sardenberg afirmou que a Exxon estava em alta e a Petrobras em baixa.


     Não estou aqui questionando nada, foi apenas uma afirmação que me intrigou no momento. Resolvi então pegar o FreeStockCharts que pega as negociações feitas na BATS. Ali temos o papel XOM (Exxon Mobil) e a PBR (ação da Petrobras negociado lá fora).


     A análise a seguir é superficial sem pretenção alguma, inclusive não se pretende aqui fazer qualquer recomendação. O intuito aqui é fazer com que se pense antes de agir em qualquer situação de compra e venda de papéis.


     Sem muitas firulas, gráficos de velas pegando preços, média móvel exponencial de 21 períodos, gráfico de volume com média móvel exponencial de 21 períodos (apenas para acompanhar de forma bastante otimista qualquer rompimento em termos de volume). Preços em dólares.


     Vamos lá, pegando o chart mensal das duas ações:





      Olhando agora o chart mensal das duas empresas, podemos dizer que a Exxon está caminhando para formar uma RESISTÊNCIA, possivelmente ali no $90,00. Precisamos também olhar o volume, e tentar interpretar de forma o mais precisa possível como está o comportamento do mercado em relação a esse papel. O gráfico é mensal e podemos dizer que ela está de lado. Portanto quando romper essa RESISTÊNCIA e mostrar alto volume em sua compra, quando ela mostrar essa TENDÊNCIA, então diremos que ela está em ALTA e isso será uma verdade quando preços próximos á RESISTÊNCIA se comportarem como SUPORTE. Ainda não comentamos sobre a média móvel. Os preços estão acima dela indicando alta, os volumes empuram o papel para cima, mas observem o preço mais alto no chart e o segundo preço mais alto. Isso pode nos dizer que a RESISTÊNCIA é ainda bastante forte, e sabemos que quanto mais um SUPORTE ou uma RESISTÊNCIA é visitada, maiores são as chances de seu rompimento.


      E´ triste mas vamos observar o gráfico da PBR (Petrobrás) e podemos ver uma situação em contrário. Os preços estão "visitando" um possível SUPORTE ali perto do $24,00. Se ali se confirmar um excelente suporte, pode ser uma boa compra sem medo, o comportamento histórico não vale para tentar predizer o futuro, mas podemos dizer que nesse nível, historicamente, o mercado comprou Petrobrás. No chart o volume parece equilibrado, e a média móvel parece ser nosso padrão, indicando também um mercado de lado.

     Basicamente é isso, XOM pode estar aquecida mas o lembrete vale: Ela pode voltar respeitando os limites. Abaixo podemos ver outros gráficos, no mesmo período utilizado só que em outras unidades de tempo: semanais e diários.

Semanal:





Diário:




      Resumindo: Olhar gráficos em linha e dizer que um papel está em alta não é suficiente e devemos sempre desconfiar dessas "rápidas" análises. Um momento de compra deve ser sempre analisado em termos de curto prazo, entrando em bons níveis de preços observando o comportamento períodos antes e o volume. Em determinados preços, observando-se alta acompanhada de aumento no volume pode ser um bom motivo para se comprar. O mais importante é o objetivo (curto prazo ou longo prazo?) do trader/investidor no momento e é isso o fator mais importante na hora de se comprar uma ação. Os dois papéis são ótimos, com uma boa volatilidade e volume considerável.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MiniCurso Análise Técnica/Gráfica Cap 3 #MercadoFinanceiro

MiniCurso Análise Técnica/Gráfica Cap 1 #MercadoFinanceiro

MiniCurso Análise Técnica/Gráfica Cap 5 #MercadoFinanceiro